Bitcoin: Bitfinex e Tether estão sob investigação do Departamento de Justiça dos EUA

(Foto: Shutterstock)

O Departamento de Justiça dos EUA (DoJ) está focado na investigação sobre manipulação do mercado de criptomoedas a partir da controversa stablecoin Tether, se ela foi usada para aumentar artificialmente os preços do Bitcoin, reportou a Bloomberg na quarta-feira (20).

Citando fontes anônimas, a reportagem diz que pessoas familiarizadas com o assunto alegam que o DoJ não mede esforços para desvendar questões de uma rede emaranhada envolvendo o Bitcoin a Tether e sua ‘exchange-mãe’, a Bitfinex.

As fontes, segundo site,  alegaram que o Departamento de Justiça está investigando como a Tether emite novos tokens e por que a maioria deles entra no mercado via Bitfinex.

A Bitfinex tem a mesma equipe de gerenciamento que a Tether Ltd., uma empresa sediada em Hong Kong que criou a criptomoeda homônima. O fato é que quando novas moedas chegam ao mercado, elas são lançadas principalmente no Bitfinex.

A investigação segue as alegações feitas em um artigo, em junho deste ano, pelo professor da Universidade do Texas John Griffin e Amin Shams. Eles sugeriram que a negociação em Tether mostra um padrão de sustentação e manipulação do Bitcoin.

Ultimamente, traders e especialistas têm alegado que a ‘moeda estável’ (tradução de stablecoin) está acostumada a comprar Bitcoin em momentos cruciais, quando o seu preço cai expressivamente, diz a reportagem. Esta tese é rejeitada pelo diretor executivo da Tether, JL van der Velde.

Recentemente, citando sua hombridade, a empresa publicou um comunicado que defendia a instituição:

“A Tether Limited está registrada na Rede de Combate a Crimes Financeiros do Departamento do Tesouro dos EUA e mantém os mais altos padrões de procedimentos de AML/CFT (siglas das medidas antilavagem de dinheiro e combate ao financiamento do terrorismo). O USDT no mercado é totalmente garantido por dólares americanos que são depositados com segurança em nossas contas bancárias”.

Provocados pelo Bloomberg, o conselho geral da Bitfinex, assim como advogados externos da exchange e da Tether Ltd., não responderam a telefonemas e e-mails que solicitava informações sobre a suposta ação da DoJ.

No entanto, diz o site, a investigação do Departamento de Justiça segue investigando sobre possíveis desvios de conduta — tanto a Tether Ltd. quanto a Bitfinex receberam intimações no ano passado da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos EUA (CFTC).

Há também uma dúvida em relação a que ponto chegou as investigações, se estãos sendo consideradas apenas atividades que ocorreram na Bitfinex ou se os executivos do Exchange também são suspeitos de comportamento ilegal, diz o Bloomberg.

Sem um desfecho, porém, nem o DoJ ou a CFTC acusaram alguém de delito e as autoridades podem concluir que nada de ilícito ocorreu.

Nenhum porta-voz do Departamento de Justiça ou da CFTC quis falar sobre o assunto, concluiu o site.

Embora não seja tão conhecido como o Bitcoin, o Tether é amplamente usado pelos traders em negociações com outras criptomoedas, pois ele é mais estável do que a maioria dos criptoativos.

No entanto, a stablecoin permanece fora do sistema bancário tradicional, tornando relativamente fácil a transferência entre diferentes bolsas de criptomoedas.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!