Banco Central da China Inclui Criptomoedas em Lista de Prioridades Para 2018

O Banco Popular da China (PBOC) incluiu criptomoedas como uma de suas principais prioridades econômicas para este ano. O comunicado, publicado no site oficial da instituição na última quarta-feira (28) é resultado de uma conferência em vídeo que aconteceu no mesmo dia com participação do vice-governador Fan Yifei e lideranças.

O boletim introduz o fortalecimento do Yuan e o aumento do controle de capital. Prevê também revisar a situação de vários tipos de moedas digitais a fim de reforçar as políticas regulatórias implementadas no ano passado para o mercado de criptomoedas.

A Reuters publicou a notícia no dia seguinte expressando uma linha de raciocínio um pouco mais cética. “O banco central da China lançará uma ofensiva contra todos os tipos de moedas virtuais neste ano, disse o vice-governador do PBOC.

A Reuters não detalhou quais medidas o banco estava considerando para essa repressão a todos os tipo de moedas virtuais. E completa a pequena matéria com a seguinte frase:

“O Banco Central também impulsionará a pesquisa e o desenvolvimento de sua própria moeda digital este ano, disse Fan Yifei em um comunicado publicado no site do Banco do Povo da China”.

Segundo a nota, Yifei diz: “A economia digital teve um profundo impacto na circulação do Renmimbi (moeda oficial da China)”. Ele também elogiou a contínua pesquisa do banco sobre a criação de uma moeda digital para substituir as notas físicas do RMB (sigla do renmimbi).

A China, no ano passado, limitou compras em moedas estrangeiras a 100.000 RMB (US$ 15.900) por ano por conta bancária, aproximadamente US$ 50 mil por pessoa, segundo o site CCN. E o comércio de criptomoedas é uma forma pela qual os cidadãos tentam evitar essas restrições.

Isto porque criptoativos não ‘respeitam’ fronteiras e podem ser trocados por várias moedas estrangeiras em plataformas offshore. Os reguladores foram incapazes de acabar com a indústria em expansão, mas o fechamento de exchanges na região levou a um declínio acentuado no volume de transações nos últimos seis meses.

No entanto, muitos observadores estão otimistas de que a China deve abrandar sua abordagem hostil às criptomoedas no futuro, particularmente após a nomeação de Yi Gang como governador do PBOC que ocorreu em 19 de março.

Leia Também: Bitcoin e Ethereum: Como Criar Uma Estratégia de Trading Long e Short

 

BitcoinTrade

BitcoinTrade é a plataforma mais segura do Brasil para comprar e vender Bitcoin e Ethereum, junte-se agora a mais de 135 mil clientes satisfeitos. Gerencie também suas moedas digitais utilizando nosso aplicativo para dispositivos com iOS ou Android. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!