Banco BTG Pactual quer levantar capital com lançamento de criptomoeda

(Foto: Facebook/Reprodução)

O Banco BTG Pactual quer entrar no mercado de criptoativos e pretende levantar US$ 15 milhões através de um ICO do seu security token chamado ReitBZ.

O token será lastreado em “ativos imobiliários de alto risco no Brasil”, de acordo com Gustavo Roxo, diretor de tecnologia do banco, em uma entrevista a Bloomberg.

De acordo com o Money Times, o portfólio da ReitBZ será composto por propriedades urbanas localizadas nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. As propriedades alvo serão aquelas que foram impactadas pela recente recessão econômica do Brasil e agora oferecem vantagens econômicas potencialmente significativas.

O ativo estará disponível para compra por meio de uma plataforma digital e só poderá ser adquirido a partir de Gemini Dollar, uma stablecoin similar ao Tether, pareada 1:1 ao dólar. Segundo informações da Bloomberg, o token estará disponível mundialmente, exceto para investidores brasileiros e norte-americanos.

Os investidores receberão dividendos periódicos e os imóveis serão administrados por uma empresa de propriedade do BTG chamada Enforce. Os retornos anuais devem ficar entre 15% e 20% em moeda brasileira, de acordo com o banco.

“O BTG está implementando seu próprio capital para fornecer liquidez porque acredita realmente no mercado de criptomoedas”, disse Roxo. “Criamos essa estrutura porque achamos que os investidores no mundo digital têm maior apetite por risco”.

JP Morgan também lançou criptomoeda

Na semana passada, o JP Morgan, maior banco banco de investimentos dos EUA e também o maior do mundo em capitalização, tornou-se a primeira grande instituição financeira dos EUA a lançar sua própria criptomoeda.

O nome do token é “JPM Coin” e é algo similar a uma stablecoin, pareada com o dólar, segundo informações da CNBC.

O banco, liderado por Jamie Dimon, um ferrenho critico das criptomoedas, movimenta mais de US$ 6 trilhões por dia.

De acordo com Umar Farooq, chefe de Blockchain do JP Morgan, existem três utilidades iniciais para o JPM Coin: Pagamentos internacionais, transações com títulos e fazer grandes empresas que usam os serviços de tesouraria do J.P Morgan substituam os dólares que detêm em subsidiárias em todo o mundo.


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!