Banco alemão aplica taxa de juros negativa e vai ‘pegar’ dinheiro de depósitos de clientes

Banco alemão aplica taxa de juros negativa e vai 'pegar' dinheiro de depósitos de clientes
Foto: Shuttestock

Um número crescente de bancos da Alemanha tem repassado taxas de juros negativas para seus clientes, inclusive da modalidade poupança. De acordo com o Financial Times (FT), o segundo maior banco cooperativo do país, o Berliner Volksbank, começou a aplicar uma taxa negativa de 0,5% em depósitos de qualquer valor.

O problema é que antes a taxa negativa de juros, que é uma medida que serve para injetar liquidez, era aplicada apenas a contas com mais de 100.000 euros (cerca de R$ 470 mil).

Agora a medida, vista por muitos como um fenômeno, atinge também as contas dos mais pobres, a partir de qualquer valor, ou seja, desde o primeiro centavo.

Segundo a Bloomberg, a ação tem chamado a atenção até mesmo das grandes instituições alemãs, como o Deutsche Bank AG e o Commerzbank AG.

Conforme publicação, essas instituições podem acabar seguindo os mesmos passos. A taxa de juros negativa é considerada anormal porque o cliente praticamente paga para manter dinheiro no banco.

Segundo o FT, quase 60% dos bancos alemães estão cobrando taxas de juros negativas para empresas. Pelo menos 20% deles fazem o mesmo com seus clientes menores.

Isso vem acontecendo desde que o Banco Central Europeu (BCE) decidiu por um novo corte em suas taxas de juros, diz o jornal.

Em meados de setembro, o Banco Central Alemão, Bundesbank, realizou uma pesquisa com 220 instituições e descobriu que 58% dos bancos estavam cobrando taxas negativas. 

Desses, 23% afirmaram estarem fazendo o mesmo com os poupadores menores, o que acabou causando sérias críticas ao BCE.

Taxas negativas na Alemanha

As taxas de juros negativas foram introduzidas na zona do Euro há cinco anos. O objetivo era estimular a economia. No entanto, a medida não deu certo e acabou afetando ainda mais a receita dos bancos da região europeia.

Contudo, os bancos alemães lutam com uma rentabilidade abaixo do normal e estão ficando sem meios de compensar o impacto nos ganhos, escreveu o Bloomberg.

Por isso, preocupados com o fato de enfrentarem danos à reputação e retiradas em massa, há muitas instituições resistindo ainda em repassar o ônus de taxas negativas para os clientes do varejo.

EUA são contra

Em reunião na quarta-feira (20), os membros do Federal Reserve (banco central americano) refutaram na ata a ideia de implementar taxas de juros negativas, como a Europa.

Segundo o Valor Econômico, teve peso na decisão pedidos do próprio presidente dos Estados Unidos Donald Trump. Eles chegaram então à seguinte conclusão:

“Todos os participantes julgaram que as taxas de juros negativas não pareciam atualmente ser uma ferramenta atraente de política monetária nos Estados Unidos”.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!