Baleia movimenta R$ 4 bilhões em bitcoin pagando R$ 16 de taxa

Baleia movimenta R$ 1,5 bilhão em Bitcoin pagando R$ 1,70 de taxa
Foto: Shutterstock

Uma transferência bilionária de bitcoin foi realizada na tarde de segunda-feira (14). A responsável pelo envio foi a exchange de criptomoedas Bitstamp.

A transação, que ocorreu no bloco 599361, envolveu mais de 112 mil bitcoins, equivalentes a quase R$ 4 bilhões.

Mesmo com o alto valor transferido, a taxa da rede foi de apenas 0.00046743 BTC, por volta de R$ 16 reais.

Dessa vez, a transação não foi percebida pelos robôs que vasculham transações multi milionárias. Ela foi registrada pelo ByteTree, um serviço que rastreia o peso e o valor das transações.

Apesar da Bitstamp não ter avisado previamente o mercado sobre a movimentação (prática comum no mercado), os fundos foram transferidos para uma carteira da XAPO-2, um serviço terceirizado de armazenamento offline da empresa especializada em custódia.

O endereço que recebeu os ativos é o quarto com maior quantidade de bitcoin, atrás apenas dos endereços das exchanges Binance, Huobi e Bittrex, que possuem 163 mil, 151 mil e 118 mil BTCs respectivamente.

Casos parecidos

Em maio deste ano, a Binance fez duas grandes movimentações de fundos em BTC que, somadas, enviaram R$ 5 bilhões e resultaram em uma taxa de apenas R$ 500.

primeira transação de 77.410 BTC (aproximadamente R$ 2,7 bilhões, na época), foram pagos apenas R$ 78 de taxa.

segunda transação foi de 68.570 BTC (aproximadamente R$ 2,4 billhões) e teve taxa de R$ 430.

Em junho de 2018, quando o Bitcoin era cotado a R$ 25.000, um usuário fez uma transferência de 48.500 BTC e pagou apenas 0.00000675 BTC de taxa, equivalente a R$ 0,16.

Na época, essa transação se espalhou pelo mercado devido a taxa ser tão baixa para transferir uma quantia tão grande de dinheiro.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!