Associação de criptomoedas quer que Brasil reconheça bitcoin como meio de pagamento

Associação de criptomoedas quer que Brasil reconheça bitcoin como meio de pagamento
Foto: Shutterstock

Segundo comunicado na quinta-feira (10), a Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto) apresentou suas demandas à Câmara dos Deputados diante do possível marco regulatório do setor de criptomoedas.

Dentre as propostas, pautadas em maior parte em ações para proteger investidores, um dos pedidos foi para que o bitcoin seja reconhecido como meio de pagamento.

O Ato ocorreu durante uma audiência pública na quarta-feira (09), quando eram tratadas questões sobre o Projeto de Lei 2303/15, que visa regular o mercado de criptomoedas.

As propostas foram baseadas em ações para proteger investidores. A primeira demanda proferida por Safiri Felix, diretor-executivo da associação, foi a criação de uma CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) específica para o mercado de criptomoeda.

A nova entidade, segundo a proposta, serviria tanto para ampliar a segurança jurídica como também para servir como um filtro. Com a ação,  seria criada uma base de empresas confiáveis para consulta dos investidores.

Conforme a nota, a segunda demanda da associação é a obrigatoriedade de informe de transações suspeitas e o estabelecimento de um canal de comunicação oficial com a Unidade de Inteligência Financeira (UIF), antigo COAF.

Por fim, a terceira demanda que ficou registrada é sobre a inclusão dos criptoativos no arranjo de pagamentos no Brasil. Segundo a associação, a ação traria mais clareza à sociedade sobre as criptomoedas, o que provocaria sua maior adoção como meio de pagamentos.

“Com a construção de um marco regulatório que leve segurança e consistência ao setor, cada vez mais brasileiros poderão ter acesso a esses importantes instrumentos de diversificação e construção de patrimônio”, comentou na nota, Felix.

Além de deputados e da associação, participaram da audiência representantes do Ministério Público Federal (MPF), da Febraban, Polícia Federal e especialistas do setor criptoeconômico.

CPI das criptomoedas

O Deputado Federal Áureo Ribeiro afirmou ter conseguido as assinaturas necessárias para instaurar a ‘CPI das Criptomoedas’. O anúncio também foi feito na quarta, durante a audiência.

“Nós já conseguimos o número regimental para protocolar uma CPI, na Câmara dos Deputados, para discutir pirâmides financeiras feitas através de criptoativos. Tenho certeza que é apenas o começo de uma caminhada”, disse o deputado, que é o autor  PL 2.303/2015.

As assinaturas agora devem ser encaminhadas à Câmara dos Deputados, onde passará por aprovação.

Uma CPI pode convocar pessoas para depor, ouvir testemunhas, requisitar documentos e determinar diligências, entre outras medidas.

Caso necessário, o resultado pode ser remetido ao Ministério Público, para que promova a responsabilização civil e criminal dos infratores.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!