Análise Técnica Bitcoin 27/01/19

O preço do Bitcoin está sendo negociado bem acima da área de suporte de US$ 3.500 em relação ao dólar americano.

Existe um grande canal ascendente formado com resistência de US$ 3.650 no gráfico de 4 horas do par BTC/USD.

O par precisa superar os níveis de resistência de US$ 3.650 e US$ 3.720 para ganhar impulso de alta no curto prazo.

O preço do Bitcoin fez algumas tentativas de fuga, mas fracassou. BTC / USD deve ficar acima de US$ 3.500 e US$ 3.480 para evitar um rompimento de baixa nos próximos dias.

Análise de Preço

Na semana passada, o preço do bitcoin permaneceu bem acima do nível de US$ 3.500 em relação ao dólar americano. O par BTC/USD iniciou uma recuperação e movimentou acima dos níveis de resistência de US$ 3.550 e US$ 3.600. Houve também uma quebra acima do pivot de US$ 3.620.

Os compradores empurraram o preço acima do nível de retração de Fibonacci de 50%. No entanto, o movimento ascendente foi limitado pela resistência de US$ 3.650 e pela média móvel simples de 100 (4 horas).

Como resultado, o preço reduziu os ganhos e ficou abaixo do nível de US$ 3.600.

No momento, o preço está sendo negociado bem abaixo do nível de US$ 3.600 e da média móvel simples de 100 (4 horas).

Negociou até US$ 3.673 e caiu abaixo do nível de US$ 3.575. Mais importante, existe um grande canal ascendente formado com resistência em US$ 3.650 no gráfico de 4 horas do par BTC/USD. Se houver uma quebra abaixo do suporte do canal e US$ 3.500, o preço poderá testar US$ 3.480.

Abaixo do suporte do intervalo em US$ 3.480, o preço pode se mover para uma zona de baixa em direção a US$ 3.200.

Olhando para o gráfico, o preço do BTC parece estar lutando para ganhar tração acima de US$ 3.600 e US$ 3.650. Se houver um rompimento de alta acima de US$ 3.650, o preço deve caminhar para US$ 4.000 no curto prazo.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil. Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br  

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!