Análise Técnica Bitcoin 24/12/17

O preço do Bitcoin fez um forte movimento de queda e foi negociado abaixo do suporte de US$ 12.000 esta semana.

Houve uma quebra abaixo de duas importantes linhas de tendências de alta, com suporte próximo de US$ 17.800 no gráfico de 4 horas.

O par está se recuperando, mas está enfrentando uma grande resistência perto do nível de US $ 15.500.

Resistência

Depois de uma ótima alta até US $ 20.000, o preço do bitcoin enfrentou uma pressão vendedora. Houve uma queda acentuada abaixo dos níveis de suporte de US$ 18.000 e US$ 15.000. Mais importante ainda, houve um quebra abaixo de duas importantes linhas de tendências de alta, com suporte perto de US$ 17.800.

Essas linhas de tendências quebradas abriram as portas para mais perdas e a moeda caiu abaixo do nível de US$ 12.000. Uma baixa foi formada em US$ 10.688.

O preço moveu-se acima do nível de retração de 23,6% de Fibonacci. No entanto, existe uma linha de tendência de baixa formada com resistência atual em US$ 15.150 no mesmo gráfico. Além disso, o nível de retração de 50% Fib também está agindo como um obstáculo importante para os compradores. Enquanto a resistência da linha de tendência de alta estiver intacta, o par pode continuar a cair. Apenas um fechamento acima dos US $ 15.500 negaria a pressão de baixa e poderia fazer o bitcoin voltar a subir.

Por outro lado, se o preço continuar a cair, pode ir em direção a US$ 12.500 no curto prazo, onde encontra-se o suporte principal atualmente.

*A análise foi traduzida do site NewsBitcoin, como consta na fonte, e não é uma indicação de compra ou venda.

Para acompanhar os gráficos em tempo real de qualquer moeda, acesse nossa página de cotações, clicando aqui.

 

BitcoinTrade

A primeira plataforma Brasileira que você pode comprar com segurança utilizando o seu Cartão de Crédito como forma de pagamento. Eles aceitam Visa e Mastercard. A BitcoinTrade ainda conta com certificação de segurança PCI Compliance, a única no Brasil. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!