Análise Técnica Bitcoin 10/12/18

O preço do Bitcoin se recuperou recentemente e superou a resistência de US$ 3.500 em relação ao dólar americano.

Há uma linha de tendência de baixa chave em vigor, com resistência de US$ 3.590 no gráfico horário do par BTC/USD.

O preço deve quebrar os níveis de resistência de US$ 3.590 e US$ 3.650 para ganhar impulso de alta.

O preço do Bitcoin está enfrentando uma resistência sólida perto de US$ 3.600-3.700 em relação ao dólar americano. O BTC deve passar da zona de pivot de $ 3.700 para acelerar os ganhos em direção a US$ 4.000.

Análise de Preço

Havia uma base de suporte formada perto do nível de US$ 3.350 no preço do bitcoin em relação ao dólar americano. O par BTC/USD iniciou um movimento ascendente e negociou acima dos níveis de resistência de US$ 3.400 e US$ 3.500. O preço até subiu acima do nível de retração de Fibonacci de 50%. Finalmente, houve um fechamento acima do nível de US$ 3.480 e a média móvel simples de 100 horas.

No entanto, o preço enfrentou uma resistência sólida perto dos níveis de US$ 3.600 e US$ 3.620. Mais importante ainda, existe uma linha de tendência de baixa chave em vigor, com resistência de US$ 3.590 no gráfico horário do par BTC/USD. Além disso, o nível de 61,8% de retração de Fibonacci está próximo de US$ 3.605.

Portanto, um rompimento acima da zona de US$ 3.600 poderia empurrar o preço para as próximas resistências em US$ 3.650 e US$ 3.700. Um fechamento bem-sucedido acima da zona de pivô de US$ 3.700 é necessário para os compradores ganharem força no curto prazo. No lado negativo, um suporte inicial é de US$ 3.480 e a média móvel de 100 horas.

Olhando para o gráfico, o preço do bitcoin só poderia acelerar para US$ 4.000 se houver um fechamento acima de US$ 3.600 e US$ 3.700. Caso contrário, o preço deverá cair abaixo de US$ 3.500, US$ 3.480 e US$ 3.400.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!