25 mil empresas de blockchain na China tentaram emitir criptomoedas próprias

Foco da China em blockchain deve impulsionar cenário global da tecnologia
Foto: Shutterstock

Autoridades chinesas, lideradas pelo Banco Central do país, publicaram um documento afirmando que milhares de empresas locais de blockchain tentaram emitir suas próprias criptomoedas.

Aproximadamente 89% das empresas de blockchain na China – cerca de 25.000 – podem ter tentado criar e emitir seus próprios tokens, enquanto apenas 4.000 estão totalmente focados em aplicativos de blockchain, disse Yedong Zhu, presidente da Associação de Aplicativos de Blockchain de Pequim, em uma entrevista à mídia estatal chinesa CCTV no lançamento do relatório.

De acordo com o relatório, mais da metade das 28.000 empresas de blockchain estão baseadas na província de Guangdong, no sul da China, ao lado do Vale do Silício chinês em Shenzhen, enquanto o restante geralmente administra suas operações em Pequim e Xangai.

O documento foi divulgado em meio a uma nova repressão chinesa em cima das empresas de criptomoedas.

Há algumas semanas, o presidente da China, Xi Jinping, pediu ao país que se envolvesse mais com as tecnologias baseadas em blockchain. No entanto, desde então, o governo administra a narrativa “Blockchain, não Bitcoin”, lembrando às pessoas que as criptomoedas permanecem ilegais em geral.

Na semana passada, o Banco Central da China, em Xangai, fez uma nova atualização regulatória, descrevendo que fortaleceria a regulamentação e o controle e restringiria o comércio de criptomoedas.

De acordo com a atualização, as autoridades continuarão implementando regulações rígidas, enquanto monitoram atividades relacionadas a criptomoedas dentro de sua jurisdição. Além disso, também afirma que, uma vez identificadas, essas atividades serão “paradas imediatamente e impedidas de continuarem”.

Em 2017, a China proibiu a realização de ICOs no país. No entanto, ainda permite operações de mineração e posse de criptoativos.

O relatório é um dos três “livros eletrônicos” que orienta as autoridades chinesas sobre como regular a emergente indústria de fintech. Os outros dois relatórios se concentram nas tecnologias usadas pelos reguladores e nas tecnologias financeiras.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

Receba nossa Newsletter

Quer receber as principais notícias e análises? Coloque seu e-mail abaixo!